quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Coragem

Coragem é decidir o que o coração
em sangue nos pede!

È abraçar a paz das entranhas parida,
Por um silencio compartida.
Num peito aberto abraçada

È aceitar o destino como sorte,
querendo a vida e a morte.
Acreditando nos olhos mareados pelo norte!

Mas se a alma, o corpo não move,
ao encontro do destino que nos coube.
Então que perdão nos seja dado
Pela coragem do amor desprezado!

1 comentário:

Siala ap Maeve disse...

Coragem é deixar as coisas acontecerem e aceitar que tudo o que é é assim por uma razão, e porque tem que ser.
Os processos são individuais...podes acompanhar mas nunca julgar, podes esperar mas nunca actuar, podes sofrer mas não podes viver o processo de outrém. Isso seria castrar a hipotese de desenvovimento como ser humano da outra pessoa...
Bjos meus